quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Nietzsche para estressados _ 53

De que vale o ronronar de alguém que não sabe amar, como um gato?



É discutível o pressuposto de que os gatos não sabe mamar. Eles simplesmente amam à sua maneira. A questão é que nos esforçamos para ser amados por pessoas que não nutrem amor por nós. Contra esse vício improdutivo, John W. Gardner fez a seguinte reflexão, em “Personal Rene wal” (Renovação pessoal):

O que se aprende na maturidade não são coisas simples, como adquirir habilidades e informações. Aprende-se a não voltar a ter condutas autodestrutivas, a não desperdiçar energia por conta da ansiedade.
Descobre se como dominar as tensões e que o ressentimento e a autocomiseração são duas das drogas mais tóxicas.
Aprende-se que o mundo adora o talento, mas recompensa o caráter.
Entende-se que quase todas as pessoas não estão a nosso favor nem contra nós, mas absortas em si mesmas.
Aprende-se, finalmente, que, por maior que seja nosso empenho em agradar aos demais, sempre haverá pessoas que não nos amam.
Trata-se de uma dura lição no início, mas que no fim se mostra muito tranquilizadora. 

Um comentário:

  1. boa mensagem!!! varias pessoas precisando ouvir isso!
    beijos

    ResponderExcluir

Obrigada pelo comentário e pela visita, volte sempre que quizer
"Rosana"