sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Selo momento desabafo




quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Nietzsche para estressados _ 6

Nosso tesouro está na colmeia de nosso
conhecimento. Estamos sempre voltados a
essa direção, pois somos insetos alados da
natureza, coletores do mel da mente.




Como Schopenhauer, Nietzsche em sua juventude se interessou pelas várias filosofias que florescem na Índia.

Herdeiro de uma longa tradição espiritual voltada ao conhecimento pessoal, Ramana Maharshi talvez tenha sido o último “grande guru” a trabalhar com o instrumento que nos torna humanos: a mente.

Ramana estimulava seus discípulos a perguntarem a si mesmos: “Quem sou eu?” Quando soube que tinha câncer, tranquilizou-os dizendo: “Não vou a lugar nenhum. Para onde poderia ir?” Aqui Nietzsche compara a conquista da mente a uma abelha voando em direção à colmeia para colher o mel mais puro.

Maharshi descrevia da seguinte forma a viagem às profundezas do nosso interior: Assim como o pescador de pérolas prende uma pedra na cintura e desce ao fundo do mar para buscá-las, cada um de nós deve se munir de desapego, mergulhar dentro de si mesmo e encontrar sua pérola.

Para encontrar essa pérola não é preciso peregrinar à Índia nem se entregar a complexos exercícios espirituais. Basta olharmos tranquilamente para o nosso interior.

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Momento desabafo

                   

        A partir de agora entre e desabafe a vontade...

terça-feira, 27 de outubro de 2015

post noturno...hauahauha

olah meninas...prometi uma foto nao eh mesmo...pois eh, mas nao tirei...
vou relatar entaum...
pela manhã comi um sanduichi com cafeh preto(q pra qm me conhec sou viciada em cafeh preto pela manhã)
meio dia comi costelinha de porco com maionese de massa pipino e beterraba...
como comi massa entaum eu nao como arroz ou coisa do tipo...
comi poko...
consegui me controlar...

a tarde comi um pedaço de ricota...

e agora a noite comi 3 fatias da torradinha da bauducco com chimarrão...

e eh isso...agora meu marido qh i tomar um sorvete...
aff...

bj bj meninas

bom dia mininas lindas

vamos lah...força e foco e levantando a cabeça...

boa terça pra todas...bj bj

vo posta meu almoço hj a noit e o q comi durant o dia...
vamos q vamos...

segunda-feira, 26 de outubro de 2015

sem palavras

olah meninas...depois de muito tempo desleixada...volto com uma noticia incrível...
meu peso...


eh isso mesmo...ta loko...
nao sei pq dexei me decair tanto...agora jah nem sei mais se tenho força pra voltar e tentar mudar essa história de novo...
bom...para quem me acompanhou no desafio deve de estar espantada...mas eh bem essa...depois q acabou o desafio me larguei ...

preciso me reerguer...preciso MUITO

bom eh isso aih...bora tentar recomeçar novament...

precisava por isso pra ver se crio vergonha na cara novament...

bj bj meninas

BOM DIAAAAAAAAAAAA


quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Nietzsche para estressados _ 5

O valor que damos ao infortúnio é tão grande que, se dizemos a alguém "Como você é feliz!", em geral somos contestados.





Não é lugar-comum dizer que os povos aparentemente mais primitivos demonstram ser mais felizes que a sociedade ocidental contemporânea. Muitos se perguntam como pessoas que não têm nada ou quase nada podem ser mais bem-humoradas do que outras que trabalham para acumular todo tipo de bens.

Será que a contestação, como diz Nietzsche, é uma marca de nossa civilização?

Nas conversas típicas do ambiente de trabalho, nos bares e nos restaurantes as queixas são intermináveis: reclamamos das taxas de juros, do custo de vida, do ruído e da poluição que assolam as grandes cidades. Talvez não estejamos fazendo nada para remediar esses fatores, mas gostamos de nos queixar, o que acaba gerando angústia e estresse.

O estresse não nasce das circunstâncias externas, mas da interpretação que fazemos delas. Talvez o segredo da felicidade seja deixar de nos preocuparmos com fatores e estatísticas que não dependem de nós e nos divertirmos mais.

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Momento Desabafo

                   

        A partir de agora entre e desabafe a vontade...

terça-feira, 20 de outubro de 2015

Tag Quais (que recebi da M!a)

A minha amiga M!a do blog ♥ Simplesmente Mandinha♥
(quem não conhece clica http://simplesmentemandinha.blogspot.com.br/), me desafiou a responder uma tag. 
Esta tag chama-se "Quais...", apesar de nem todas as perguntas mencionarem a palavra qual. Em frente estão as regras e as minhas respostas às perguntas.

Regras:
- Colocar a imagem da TAG e as suas regras;
- Nomear 3/5 bloggers para responderem à TAG; Luana Rodrigo, Rô e Cristiane
- Avisar os mesmos;
- Colocar o link do blog que te nomeou;
- No fim acrescenta uma pergunta tua às já existentes; 
1 - Quais são as sete coisas que andam sempre contigo?
Celular, chaves, bolsa, agenda (com contas pagas e por pagar heheh), uma piranha pro cabelo, e minhas roupas do corpo...hauhauahauhauah

2 - Quais as tuas frases favoritas?
"Não está longe de nós, quem está perto de Deus"
isso eh o que tem me acompanhado quando sinto muita falta de meu vô...eh o que acalma meu coração...

3 - Qual o blog que mais visitas recentemente?
geralmente do uma passada por todos os blogs da minha lista de preferidos...
mas ultimamente anda bem difícil de comentar em algum...ando chegando muito cansada, olho os blog leio todos os postes e vou deitar...
nem no meu ando atualizando...mas assim q possível quero estar bem mais presente, pois preciso de mais foco! mais ANIMO! mais TUDO!!!

4 - Coloca três imagens que te inspirem.

o amor a sinceridade e a entrega de um animal para com os humanos


o respeito e cuidado de uma geração para outra


amigos...


5 - Quais os teus destinos nacionais favoritos?
sei lah, sabe que ainda prefiro minha casa...hauhauaha...sou BEM caseira...

6 - Qual é a música que ouves quando está sozinha?
iiiiiiiiii escuto de tudo...
desde metallica, milho nario e josé rico a rosa de saron...

7 - Quais são as tuas seis atividades favoritas?
  1. Ler, mas nao consigo ler muito que me ataco do bruxismo
  2. Conversar 
  3. Andar de bicicleta
  4. brincar com os cachorros do serviço e com o meu de casa
  5. tomas chimarrão na frente de casa com as pernas pra cima endo o movimento
  6. Dar voltas por aih, mas sem precisar sair de dentro do carro...hauahauhaua 

8 - Indica três coisas relacionadas com a moda que são a tua imagem de marca.

bah so tri fora de moda, nao ligo nada nada pra isso...sou básica no dia dia...pra sair sim
  1. olhos bem pintados (q eh a unica coisa que eu curto..)
  2. Sapato adequado com o figurino
  3. Roupa que sente com meu peso... 
9 - Quais os seus três apps favoritos?
nao tenho nenhum pra dizer q eh FAVORITO...

10 - Quais os teus três restaurantes favoritos?
  1. Dom grill (quando tinha rodizio de pizza uahauha das mais gordinhas neh...eh a vida
  2. Sabor caseiro
  3. Batata
11 - Qual foi a maior loucura que cometeste?
 sair de taquari e ir para minha sogra de bicicleta sem nenhum preparo físico e com os pneus muxos, uahauhauah 30km debaixo de um sol quente.

12 - Qual foi o momento mais constrangedor da tua vida?
nao sei assim agora...mas axo q eh daqles lances de sentar dentro do carro e depois ver que eh o carro errado...hauahauha

13 - Qual o livro que mais gostaste de ler?
puxa tenho vários...amo quase todos que leio...e tem uma lista no meu blog com o nome de cada um, se nao depois eu esqueço que jah li..
sou bem ruim de memória...

14 - Qual foi a última vez, que fizeste algo pela primeira vez?
meu Deus...essa pergunta eh dificil hein...nao faço idéia

15 - Já sentiste amor por algum rapaz?
simmmmmm soh hj ele jah nao eh mais rum RAPAZZZ uhauahauhauah ele me mata se le isso...
eh meu mariduuuuuuuuu, amo D+ 12 anos juntos (nao de casados neh...somando tudo...tenho 27 anos ...sou véia mas nem tanto)

16 - Quais são os teus três maiores sonhos?
o da casa jah realizei
  1. ter um filho
  2. nao ver pessoas nem animais passando fome nem nescessidade
  3. e ser feliz pra sempre com minha família e amigos :D

17 - Quais são os teus três maiores medos?
  1. Perder as pessoas que gosto (nao aceito perdas, meu vô faleceu a 6 meses e ainda nao aceito e sei que isso nao faz bem pra mim, pois sou egoista querendo que ficasse para mim sendo que estava sofrendo...mas nao sei explicar, soh sei dizer q nao aceito o que ele se foi...)
  2. temporais...
  3. que as pessoas nao se lembrem mais de mim...

18 - Que livro tens na tua mesinha de cabeceira?

nao tenho mesinha de cabeceira, guardo todos em um baú

19 - Não queres morrer sem...

Fazer o que foi minha missão aqui na Terra...creio que todos nohs nascemos com um proposito...e depois do mesmo estar pronto partimos...entaum...que seja feita a vontade de Deus... 

20 - Se pudesses 'fugir' para fora do país, para onde irias?
puxa vida...iria ter de sair de casa???axo q nao qro fugi nao...hauahauhaua...

21 - O que é que não te vês de todo a fazer na vida????

Roubar, matar e por aih vai


22- Se tivesses de contar uma história sobre a tua vida aos teus netos, qual seria?

Os ensinamentos d meu vô, de como cuidar das plantas, como plantar cada coisa e cuidar, como tratar bem as pessoas, como ajudar os demais quando precisam...
essas coisas e outras que meu vô me deixou de herança, que carrego na minha vida com muito amor e orgulho


23- Se pudesses desejar algo impossível, o que seria?

Voar sem dúvida...deve de ser muito show

24- Se soubesse que morreria hoje, e só pudesse falar com uma pessoa, com quem conversaria?

meu marido, e falaria pra ele que onde eu estivesse pra onde eu fosse, eu sempre estaria com ele no meu coração, e que mandasse um beijo pra toda minha familia pedindo desculpas pela minha partida...e dizendo q amo todos e agradecer por tê-los como minha familia 

A minha pergunta:

25- Se pode-se mudar algo em você, alguma mania, o que mudaria???  

Ai que preguiça


bem dia a todas vcs magrelasssssssss
bj bj

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Nietzsche para estressados _ 4

Precisamos pagar pela imortalidade e morrer várias vezes enquanto estamos vivos.



Nietzsche sugere que não há apenas uma morte ao longo da existência humana. No decorrer da vida, vamos vencendo etapas e devemos morrer – simbolicamente – para podermos nascer no estágio seguinte.

Essa transição de uma vida a outra é o que as tribos mais ligadas à terra chamam de “rito de passagem”, um momento que nossa civilização vem abandonando.

O antropólogo catalão J. M. Fericgla comenta o assunto:
Sem entrar no mérito da religião, a primeira comunhão era tradicionalmente um rito de iniciação: uma porta simbólica que conduzia da infância à puberdade. Os meninos ganhavam suas primeiras calças compridas após a cerimônia, transformando-se em homenzinhos. Isso coincidia com a permissão para sair à rua sozinhos, mesmo que apenas para comprar pão. O padrinho costumava abrir uma conta-corrente no nome do afilhado.
Também no momento da primeira comunhão os meninos ganhavam seu primeiro relógio, o que significava um controle adulto do tempo.

Um bom exercício para tomar consciência das vidas que existem dentro de nossa vida é fazer uma relação das etapas que já superamos e verificar se houve algum rito de passagem entre uma e outra. Depois podemos perguntar a nós mesmos: “Qual é a próxima vida em que quero nascer?”

quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Momento desabafo

                                  

        A partir de agora entre e desabafe a vontade...

quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Nietzsche para estressados _ 3

Nós nos sentimos bem em meio à natureza porque ela não nos julga.




Nós, seres humanos do século XXI, estamos “desnaturalizados” e isso muitas vezes nos faz parecer extraterrestres em nosso próprio planeta. Mesmo acreditando que a cultura e a civilização tenham suprido nossa porção mais animal e instintiva, ainda precisamos manter contato com o mundo natural.

Para tratar quadros de ansiedade que nascem do excesso de trabalho e de uma longa permanência na selva de pedra, escapadas de dois ou três dias para a natureza podem ser mais eficientes do que a ingestão de medicamentos.

Ao sentir o cheiro de terra fresca, o ar limpo e o silêncio, que só é quebrado pelas pequenas criaturas ao redor, reencontramos nossa essência por tanto tempo abandonada.

Como diz Nietzsche, na cidade precisamos representar um papel porque estamos muito preocupados com o que pensam de nós. Mas, ao voltar à natureza, podemos nos dar ao luxo de sermos nós mesmos. Não precisamos nos vestir bem, falar ou atuar de maneira especial. Basta nos deixarmos levar pelo mundo natural em direção ao nosso interior, onde um manancial de tranquilidade nos espera.

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Momento Desabafo

                                  

        A partir de agora entre e desabafe a vontade...

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Nietzsche para estressados _ 2

O destino dos seres humanos é feito de momentos felizes e não de épocas felizes.




A felicidade é frágil e volátil, pois só é possível senti-la em certos momentos. Na verdade, se pudéssemos vivenciá-la de forma ininterrupta, ela perderia o valor, uma vez que só percebemos que somos felizes por comparação.

Após uma semana de céu nublado, um dia de sol nos parece um milagre da Criação. Do mesmo modo, a alegria aparenta ser mais intensa quando atravessamos um período de tristeza. Os dois sentimentos se complementam, pois, da mesma forma que a melancolia não é eterna, não poderíamos suportar 100 anos de felicidade.


Imaginar que temos obrigação de ser felizes o tempo todo e em todo lugar é um grande fator de estresse na sociedade moderna. A negação da tristeza dispara o consumo de antidepressivos e a busca de psicoterapias e nos leva a adquirir coisas de que não precisamos. Não exibir um sorriso permanente parece ser motivo de vergonha.


Contra essa perspectiva falsa e infantil, Nietzsche nos lembra que a felicidade vem em lampejos e que tentar fazer com que ela dure para sempre é aniquilar esses lampejos que nos ajudam a seguir em frente no longo e tortuoso caminho da vida.